sábado, 13 de janeiro de 2018

Educação para a Cidadania



"Ninguém nasce a odiar outra pessoa pela cor da sua pele, pela sua origem ou ainda pela sua religião. Para odiar, as pessoas precisam de aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar." 
Nelson Mandela

A cidadania é o facto de um indivíduo ser oficialmente reconhecido como cidadão, ou seja um membro de uma cidade ou de um Estado (Wikipédia). A cidadania é também um estatuto jurídico que inclui o direito de voto e o direito de elegibilidade, mas também um conjunto de direitos e liberdades que os cidadãos devem poder usufruir sem qualquer obstáculo além daqueles com base no interesse geral.
Se os cidadãos têm direitos é necessário que eles os exercem e tenham uma participação ativa. Mas nota-se uma certa apatia cidadã. A abstenção nas eleições é um sinal preocupante. Há também a questão de uma atitude cívica na vida quotidiana que nem sempre é positiva. Por exemplo, os atos de incivilidade prejudicam a cidadania. As degradações de bens públicos, os pequenos incidentes, como insultos ou falta de cortesia.
A cidadania hoje parece ser mais definida por um modo de comportamento cívico e uma participação ativa e diária na vida da sociedade do que por um status legal relacionado com a nacionalidade. Neste sentido, a escola deve educar todos os alunos para a cidadania dos valores universais, independentemente da nacionalidade.

Sem comentários:

Publicar um comentário